4 passos para melhorar o engajamento da sua comunidade

Escrito por Lastlink

Escrito por Lastlink

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Introdução 

Se você já tem a sua comunidade montada, você precisa ter um bom planejamento de como gerenciá-la. Afinal, não basta atrair um monte de pessoas e convertê-las em membros. Isso não garante sucesso e nem significa que a sua comunidade é relevante e funcional para o seu mercado e seus objetivos. 

É muito importante que você consiga garantir a entrega do que você prometeu para os membros e que eles estejam ativos na sua comunidade. Pois só assim, você conseguirá perceber o valor de toda essa estratégia. 

Uma forma de promover o engajamento dos membros envolvidos na sua comunidade é investindo nos 4 Cs: categorização, conteúdo, comunicação e curadoria. E é sobre isso que vamos falar aqui. Confira! 

Passo 1 – Segmente os membros da sua comunidade 

Quando falamos em categorização, estamos falando em um princípio básico de qualquer estratégia que envolva o marketing digital. Segmentar o público e conhecer bem essas segmentações são passos fundamentais para ter sucesso nas suas estratégias. 

Afinal, não tem como você ficar tentando tratar todos os membros da sua comunidade da mesma maneira, se eles interagem, se engajam e enxergam o espaço de formas diferentes. E é por isso, que o primeiro passo para ter uma comunidade engajada é categorizar os seus membros.

E a melhor maneira de fazer essa segmentação é através da curva de comprometimento. Para isso, é necessário levar em consideração o tempo em que o membro está na sua comunidade e o nível de engajamento que ele tem com a comunidade.

Uma sugestão para você começar a mapear os perfis é separá-los em: novos membros, membros passivos, membros ativos e membros influentes. 

Novos membros 

Os novos membros são aqueles que acabaram de entrar na comunidade. Logo, são as pessoas que demandam mais suporte e uma atenção a mais. Eles ainda estão conhecendo o espaço e entendendo a dinâmica da comunidade. Sendo assim, é fundamental que você construa uma relação de confiança o quanto antes para que eles não percam o entusiasmo.

Membros Passivos

Os membros passivos são aqueles que já viram valor em fazer parte da sua comunidade, mas que não participam. São os membros que até acompanham a comunidade, mas não contribuem com nada. Isso não quer dizer que eles não estão interessados, apenas que não estão engajados o suficiente para comentar, ou interagir de alguma forma.

Membros Ativos

Já os membros ativos são os que participam e enxergam valor na sua comunidade. São os membros que comentam, interagem, respondem, baixam materiais e que entendem e compartilham do propósito do grupo.

Membros Influentes 

Os membros influentes são aqueles que mantêm a comunidade ativa. São os membros que interagem e incentivam as outras pessoas a participarem também. São aqueles membros que não só consomem o conteúdo do grupo como compartilham as experiências com pessoas que ainda não fazem parte da comunidade. 

Construindo um funil de engajamento dentro da comunidade 

Depois que você define essas categorias ou segmentações fica bem mais fácil identificar os estágios em que os membros da sua comunidade estão. Assim, você conseguirá direcionar melhor os esforços de estratégias para melhorar o engajamento. 

É importante ressaltar que essas segmentações, geralmente, se parecem bastante com um funil: a quantidade de membros influentes é bem menor que a quantidade de membros passivos. 

Lembrando que possuir menos membros influentes na sua comunidade não é um problema! O importante é você entender o estágio em que eles estão para produzir conteúdos direcionados para cada momento. 

Com a LastLink, você consegue gerenciar os membros da sua comunidade de forma mais simples e automática. Clique aqui para conhecer.

Passo 2 – Produza conteúdo para melhorar o engajamento da sua comunidade

Depois de segmentar os membros da sua comunidade e entender o momento em que cada um está inserido, é hora de pensar em conteúdos para engajar, capacitar e nutrir

Para começar, é necessário que você defina o que deverá passar de conteúdo em cada fase de comprometimento. Qual tipo de conteúdo um membro novo precisa receber? E um membro ativo? Passivo? Essas definições são muito importantes para começar a produzir um conteúdo relevante. 

É muito importante que você tenha atenção nas dúvidas e feedbacks que você recebe dos membros da comunidade. Essas informações são excelentes fontes de informações sobre assuntos que devem e precisam ser abordados e esclarecidos dentro do grupo. 

Você pode e deve produzir materiais e conteúdos exclusivos para a sua comunidade. E os formatos podem ser variados: posts, vídeos, artigos, podcasts, infográficos, lives, ebooks entre outros. 

O importante é criar conteúdos que serão usados como um depósito de informações relevantes para que todos os membros tenham acesso. 

Ideias de conteúdo para engajar sua comunidade 

Como falamos no Passo 1, existem algumas fases dentro da curva de comprometimento que o membro da sua comunidade pode estar passando. Sendo assim, é importante que você pense em conteúdos específicos para cada uma das fases da jornada. Para ajudar, separamos algumas sugestões: 

Conteúdos para Membros Novos

Como o membro é novo no grupo, é ideal que você tenha conteúdos que o deixe por dentro de tudo que acontece na comunidade. Por exemplo:

  • Qual é o propósito da comunidade?
  • Quais são as boas práticas de participação?
  • Como registrar uma reclamação?
  • Como sugerir melhorias em algum processo?
  • Com quem resolver algum problema?
  • Quem é o responsável pelo suporte e como falar com ele?
  • Qual é a programação do grupo?

Conteúdos para Membros Passivos 

O objetivo nessa fase é fazer com que os membros passivos, se tornem ativos. Isso quer dizer, criar conteúdos que estimulem o engajamento. Aqui é importante que você use de estratégias como: 

  • Memes com situações que criem identificação; 
  • Criação de eventos periódicos como lives e webinars; 
  • Enquetes;
  • Quiz com prêmios. 

Conteúdos para membros ativos e influentes

Os membros ativos precisam de um empurrãozinho para se tornarem influentes. E os influentes precisam ser recompensados e incentivados a continuarem indicando a comunidade. Por isso, criar conteúdos dentro de uma política de indicações com recompensas pode ser uma ótima estratégia para engajar esses membros.  

Passo 3 – Tenha bons canais de comunicação 

Não existe comunidade sem comunicação. Esse é o passo, sem dúvidas, mais importante. É só através de uma boa comunicação que você conseguirá estabelecer contato com os membros, alinhar objetivos e compartilhar informações. 

Por isso, esse passo precisa ser acompanhado de perto e com muita atenção. Afinal, é preciso estar atento aos retornos da comunidade e você precisa estar presente produzindo conteúdos com constância. Além disso, é necessário acompanhar o nível de engajamento das pessoas. 

Sendo assim, é fundamental que a sua comunidade tenha canais acessíveis e transparentes para entrar em contato com você. Para isso, sugerimos que você invista em canais que possam ser utilizados simultaneamente de forma alinhada como: e-mail, redes sociais, aplicativos de mensagens e ouvidoria. 

Email 

O email é uma das principais ferramentas de alinhamento e comunicação. É um canal mais formal dentro do ambiente digital. Você pode usá-lo para disparar informações importantes, e receber e responder dúvidas e reclamações. 

É muito importante que você utilize ferramentas que te ajudem nessas ações. A LastLink, além de fazer o gerenciamento da sua comunidade, te auxilia na personalização de emails para você disparar para sua base. 

Para criar um email, você precisa ter um bom copy, criar segmentações, montar a estrutura, e estudar os melhores horários de envio. Você também precisa acompanhar as taxas de abertura e clique dos emails enviados para controlar a efetividade dessas campanhas. 

Redes sociais 

As redes sociais são hoje um dos melhores lugares para criar conexões e vê-las em ação. Afinal, as redes sociais não apenas oferecem um ambiente que estimula a troca de experiência como também incentivam interações. 

Mas com tantas redes sociais disponíveis, qual é a melhor para a sua comunidade? Não tenha dúvida: você precisa estar onde a sua persona está. As redes mais usadas hoje em dia são: Instagram, Facebook, LinkedIn, Twitter, Youtube e agora o ClubHouse. 

Você precisa definir qual será mais apropriada para a sua comunidade. O Instagram, é uma ótima opção pois possui ferramentas como: close friends e perfis privados, que permitem que você monetize a sua comunidade. Para saber mais sobre como monetizar a sua comunidade no Instagram, clique aqui. 

É fundamental que você acompanhe a comunidade na rede social escolhida e a mantenha sempre atualizada. Você precisa responder aos comentários, mensagens e interações. E também monitorar o engajamento dos membros da comunidade. 

Aplicativos de mensagens 

Outro canal que tem ganhado muita força nas comunidades são os aplicativos de mensagens. Isso porque, com eles é possível criar grupos ainda mais íntimos e exclusivos. Aplicativos como o Telegram permitem que você envie fotos, documentos, mensagens, áudios, crie enquetes e decida se quer permitir que os membros interajam entre eles ou não. 

Uma grande vantagem dos aplicativos de mensagens, é que eles estão mais próximos das pessoas e possuem uma taxa de visualização bem alta. O que ajuda bastante a ter uma comunidade engajada. 

E sabe o que é ainda melhor? Com a LastLink você também consegue gerenciar e  monetizar os seus grupos no Telegram. Para saber mais, clique aqui. 

Ouvidoria 

A ouvidoria é um canal de extrema relevância para a estratégia de comunicação da sua comunidade. Embora todos os outros canais, que citamos acima, também possam ser usados como uma ouvidoria, é muito importante que você tenha esse espaço de forma organizada. 

Na maioria das vezes, as ouvidorias são usadas para registrar reclamações. E para preservar a privacidade de todos os membros e a sua, você pode criar um formulário no Google Docs e direcionar as respostas para um email da sua comunidade. Assim, será mais simples estruturar um processo de respostas para cada registro na ouvidoria.

Passo 4 – Faça uma boa curadoria dos membros da sua comunidade

Para ter uma comunidade engajada, tão importante quanto atrair e converter pessoas em membros é garantir que aqueles que ficam estão alinhados ao propósito da comunidade. E por isso é importante o processo de curadoria dos membros. 

Você precisa acompanhar o grupo e avaliar os perfis e as interações das pessoas. Esse acompanhamento é importante porque a identidade do grupo pode se transformar com o tempo. Afinal, não é porque uma pessoa se identificou e entrou na sua comunidade há alguns meses que ela vai continuar vendo o mesmo valor daqui a alguns dias. E é nesse sentido que a curadoria deve ser aplicada.

Após realizar as análises, é preciso remover os membros que não estão alinhados com o propósito da comunidade. Não precisa ter medo nesse momento. Lembre-se que é muito mais interessante para o grupo e para você ter uma comunidade mais segmentada e mais engajada, do que uma grande comunidade sem nenhum engajamento. 

É importante também recompensar os que estão contribuindo para o engajamento do grupo. Sendo assim, é muito importante que você defina os níveis de engajamento que você espera em cada estágio da curva de comprometimento. 

Agora você já sabe algumas estratégias para manter a sua comunidade engajada e já pode começar a colocar em prática! Acompanhe o nosso blog e nossas redes sociais para ter mais conteúdos para ajudar a impulsionar a sua comunidade. 

Separamos esses posts para você

como-funciona-o-telegram

Como funciona o Telegram

Hoje em dia, com a popularização dos smartphones, é praticamente impossível encontrar alguém que não tenha algum aplicativo de mensagens instalado. O

Crie sua comunidade e comece a monetizar seu conteúdo!