Mercado jurídico: tudo que você precisa saber para criar um clube de assinaturas nesse nicho

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Introdução 

O mercado jurídico possui inúmeras possibilidades de atuação. E por isso, é muito comum surgir a dúvida sobre qual nicho tem uma demanda maior para a criação de um clube de assinaturas e como trabalhar esse nicho para conquistar uma autoridade digital. 

O setor jurídico está cada vez mais competitivo e saturado, principalmente nas áreas tradicionais do direito. E além da competitividade profissional, os clientes estão mais informados e exigentes e por isso, o modo de advogar, captar clientes e gerenciar um escritório requerem uma mudança de postura.

Como existem muitos caminhos para seguir, preparamos este artigo com tudo que você precisa saber sobre o mercado jurídico para criar seu clube de assinaturas e ter sucesso nesse mercado. Acompanhe! 

Panorama sobre o mercado jurídico no Brasil

O número de advogados no Brasil realmente impressiona, existe hoje um advogado para cada 190 habitantes. Ou seja, são mais de 1,165 milhão de profissionais cadastrados na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) para uma população estimada em 210 milhões de habitantes pelo IBGE. Isso sem contar os estagiários (26,6 mil) e os suplementares (48 mil).

Ainda de acordo com a OAB, o Brasil é o terceiro país do mundo com mais advogados em números absolutos e com maior densidade de advogados em relação à sua população. E é claro, a quantidade de advogados que se formam no Brasil é proporcional ao número de cursos de Direito ofertados.

Em relação aos cursos ofertados, de acordo com o portal E-mec, existem 1.749 cursos de Direito em atividade no país, que ofertam mais de 300 mil vagas por ano. E atualmente, no mundo todo, existem cerca de 1200 faculdades de Direito. Isso significa que se somarmos todas as faculdades de Direito do mundo, não chegamos ao número de faculdades existentes somente no Brasil.

Além disso, existem mais de 80 milhões de processos abertos no país, sendo que algumas empresas recebem até 20 mil novas ações mensais. Isso faz com que o país seja um dos mercados mais atrativos para as lawtechs.

Quais áreas mais estão mudando no mercado jurídico? 

Pensando no mundo em que estamos vivendo atualmente, nesse cenário competitivo e volátil, todas as áreas estão mudando. Mas, destacamos algumas dessas áreas em que consideramos que as mudanças são mais notórias e que podem ser grandes oportunidades de nicho para você atuar com seu clube de assinaturas:

  • Direito Trabalhista: Com a uberização, a Reforma Trabalhista e o novo Governo do Estado.
  • Direito Previdenciário: Com a Reforma da Previdência e o envelhecimento da população.
  • Direito Tributário: Com a Reforma Tributária.
  • Proteção de Dados e Direito Digital: Com a LGPD, o uso de contratos eletrônicos e os novos problemas jurídicos que surgem com a internet.
  • Direito Imobiliário: Com a possibilidade de usucapião extrajudicial e a quantidade de imóveis irregulares no país, surgem novas possibilidades de atuação para os advogados.

Além dessas áreas, destacamos que o Compliance deve crescer cada vez mais nos próximos anos e também a utilização dos métodos adequados de solução de conflitos, como a Mediação e a Arbitragem.

Dicas para encontrar o seu nicho no mercado jurídico para criar um clube de assinaturas 

Para começar a entender qual será o nicho que você irá atuar dentro de todo o universo do mercado jurídico, é preciso entender que Direito Empresarial, Civil e Trabalhista deixaram de ser nichos há muito tempo, pois são muito amplos. 

Depois é necessário ter definido: 

  1. Qual é a prática que você quer focar e dentro disso quais são os problemas que você quer resolver?
  2. Você se vê atuando nesta área pelos próximos anos? 
  3. Existem pessoas interessadas por esse tipo de conteúdo?
  4. Já existem muitos especialistas com clubes de assinaturas sobre esse assunto?

Depois de responder essas perguntas você começará a “desenhar” um nicho específico para o seu clube de assinaturas. 

É muito importante escolher uma área que você tenha afinidade e que já tenha atuado com sucesso, e que idealmente não tenha muitos especialistas. Estudar essa área a fundo e ir além da área jurídica é fundamental para ter sucesso no seu clube de assinaturas. 

Comprar livros e estudar bastante é um bom passo para se tornar um especialista. Participe de eventos, converse com pessoas do nicho de atuação. Procure entender os problemas comuns dessa área, para alguém que está neste mercado. Quanto mais informações você tiver, melhor será para se tornar uma autoridade digital. 

Invista em Marketing para obter uma autoridade digital

Depois de achar o nicho e identificar os problemas, você precisa começar a expor esse conhecimento, fazendo um trabalho de comunicação baseado em estratégias de marketing digital para advogados.

Faça uma pesquisa no seu Linkedin e conecte-se com pessoas dessa área, produza conteúdo com relação a essa área e fale sobre os problemas no dia a dia das pessoas do seu nicho. Faça o mesmo no seu Instagram, e crie um grupo fechado gratuito (no Telegram, Close Friends ou até um grupo fechado no próprio Instagram) para disponibilizar alguns conteúdos exclusivos e mais aprofundados. 

Cerque-se de pessoas inteligentes e interessantes dentro dessa área, isso leva um certo tempo, mas é sólido. Quanto mais você for visto, mais será lembrado. E com todo esse trabalho você poderá além de ganhar dinheiro com a produção de conteúdo, você poderá também conquistar novos clientes. Afinal, suas conexões vão acabar te procurando quando precisarem resolver um problema que você mostrou que tem conhecimento obtendo autoridade digital.

Como monetizar o clube de assinaturas sobre o mercado jurídico?

Agora que você já entendeu um pouco sobre o mercado jurídico, como divulgar e se tornar uma autoridade digital e deseja criar o seu clube de assinaturas pago, você precisa saber como ganhar dinheiro com o seu grupo. 

Os canais mais comuns de criação de grupos e comunidades ( Telegram, Close Friends e Instagram), ainda  não possuem recursos para monetizar o conteúdo. Mas existem outras maneiras de monetizar o seu clube de assinaturas. 

Para isso você pode contar com a ajuda da LastLink. Para isso, basta criar o seu grupo na LastLink e aproveitar para fazer uma página de vendas de uma forma que esteja claro o objetivo que seus membros irão alcançar e o valor que eles irão receber ao participar de seu grupo pago. 

A LastLink oferece a página de vendas para que você divulgue e venda os acessos ao seu Close Friends, grupos do Telegram ou Perfis Privados no Instagram. Além de serem otimizadas para aumentar a conversão, as páginas de venda da LastLink, contam com os pixels de rastreamento FB e Google ajudando você a aumentar suas vendas.  

E nós ainda realizamos o gerenciamento dos membros do seu canal. Ou seja, a plataforma adiciona quem efetuou o pagamento e remove quem está inadimplente. Tudo isso de forma simples e automatizada para que você gaste o seu tempo apenas produzindo conteúdo de valor para os seus assinantes.  

Quer saber mais sobre como a LastLink pode te ajudar a ganhar dinheiro com seu clube de assinaturas pago? Clique aqui para conhecer!  

Separamos esses posts para você

Como usar os vídeos no Instagram

Você já parou para pensar que a velocidade em que o usuário desliza pela timeline do Instagram corresponde ao mesmo tempo que