Algoritmo do Instagram: tudo o que você precisa saber

Escrito por Lastlink

Escrito por Lastlink

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Você já deve ter reparado que o conteúdo que você produz no Instagram não é entregue para todas as pessoas que seguem o seu perfil. Mas você sabe o por quê de apenas um percentual dos seus seguidores visualizarem o seu conteúdo no Instagram? Para entender a resposta, é preciso saber como o algoritmo do Instagram distribui o conteúdo para os usuários na rede.

E se você não está satisfeito com o alcance dos seus posts e Stories, saiba que compreender os critérios do algoritmo é o que vai te ajudar a ampliar sua visibilidade e aumentar o seu  engajamento no Instagram. 

Pensando nisso, preparamos este artigo que mostra de forma clara e objetiva como funciona o algoritmo do Instagram e como você pode usá-lo a seu favor. Acompanhe!

O que é algoritmo do instagram?

Antes de falar sobre como o algoritmo do Instagram funciona, é importante que você entenda o que ele de fato é. 

O algoritmo do Instagram é um sistema de recolhimento de dados automático e inteligência artificial que estabelece a ordem de posicionamento dos posts que aparecem no feed do usuário. Pareceu algo muito complicado? Vamos simplificar! 

Primeiro, tenha em mente que cada rede social tem o seu próprio algoritmo. E ele se baseia em complexas equações e sistemas que não são revelados ao público. Mas para ficar mais simples, você pode pensar nele como um software de análise de dados que tem o objetivo de melhorar a experiência do usuário.

A função primordial do algoritmo é descobrir quais publicações são relevantes para cada um dos usuários. É por isso que um feed de notícias (ou mural) é individual e personalizado, ou seja, ele foi criado especificamente para você. 

O que é fundamental que esteja claro é que cada rede tem seus próprios critérios para personalização do conteúdo entregue. E no caso do algoritmo do Instagram, temos duas interfaces distintas: uma para o feed e uma para os stories. E sobre isso que vamos explicar a seguir. 

Como funciona o algoritmo do Instagram?

Um ponto muito relevante que você precisa saber sobre o Instagram é: assim como qualquer empresa, a plataforma quer tirar o máximo de lucro possível com os anunciantes. Isso quer dizer que quanto mais pessoas virem um anúncio, melhor pro anunciante. E quanto melhor forem os resultados obtidos pelos anunciantes, maior será a quantia que ela oferecerá para o Instagram.

E para conseguir atrair cada vez mais anúncios, o Instagram precisa que os usuários gastem o maior tempo possível na rede. Dessa forma, em vez de passar cinco minutos no Instagram e ser impactados por três anúncios, por exemplo, gastamos três horas do nosso dia e vemos mais de 50 anúncios. Ou seja: muito mais vantagens para os anunciantes, certo?

Depois de entender essa lógica, vamos seguir para os próximos pontos. Continue acompanhando. 

Feed cronológico X feed do algoritmo: qual a diferença? 

No começo do Instagram, o feed era mostrado para todos de forma cronológica, ou seja, os posts eram exibidos de acordo com a ordem de postagem.

Mas isso mudou em 2016.

O conteúdo do feed passou a ser mostrado por relevância: ou seja, o algoritmo do Instagram passou a escolher o que é mais importante para o usuário.

Muita gente não gostou dessa mudança na época e pediu para que o feed antigo retornasse. Afinal, antes da mudança qualquer coisa que fosse postada teria visibilidade. Por outro lado, isso gerava mais conteúdo que não interessava os seguidores e que, mesmo sem ter tanto interesse, eles tinham que ver.

E como já falamos anteriormente, o objetivo do Instagram é oferecer a melhor experiência para o usuário para que ele passe o maior tempo possível na rede. Por isso, o algoritmo faz tanto sentido. Mas quais são os fatores que determinam o que você verá no seu feed?

Fatores que determinam o que você vê no seu feed do Instagram

Agora que você já compreendeu a função da tecnologia na organização das informações do feed, vamos nos aprofundar um pouco mais no algoritmo do Instagram. Essa plataforma leva em conta uma série de fatores, mas estabelece pesos diferentes para cada um deles.

É difícil estabelecer valores, pois o método específico é um segredo não revelado pelos administradores da rede social. No entanto, por meio de alguns testes, foi possível verificar alguns padrões de comportamento no algoritmo do Instagram. A seguir, vamos conhecer alguns dos principais fatores de posicionamento de posts no feed do usuário.

1- Interesse

Se você sempre curtiu conteúdo de moda, viagens, negócios ou comida saudável, por exemplo, o algoritmo vai entender que esses são seus principais interesses e que os temas são relevantes para você. 

Mesmo que as postagens tenham menos engajamento, elas podem aparecer no topo do seu feed e no início das bolinhas dos Stories.

Nesse sentido, a categoria que você coloca seu perfil, o uso de hashtags, localização, legendas e marcações são muito importantes. Eles ajudam o algoritmo do Instagram a entender qual é o assunto da postagem para, então, mostrar com prioridade a quem pode interessar.

2- Engajamento 

O engajamento é, sem dúvidas, um dos elementos mais importantes para o algoritmo do Instagram.

No Instagram, existem duas grandes métricas de interação, que são visíveis no feed: as curtidas e os comentários. Então, basicamente, o software priorizará posts de pessoas com quem você interage mais.

Há também outros valiosos métodos de observação de engajamento considerados pelo algoritmo do Instagram. Como por exemplo, o tempo de visualização de um vídeo. Se uma pessoa assiste a apenas alguns segundos do conteúdo, o bot entende que ela não o achou muito interessante.

O botão “ver mais”, presente nas legendas, é outro fator bem importante. Assim como o tempo gasto no post, os salvamentos na coleção e até mesmo os envios no inbox.

E por último, mas não menos importante: as marcações. Se você marca um perfil em uma postagem, ela provavelmente será uma das primeiras a serem mostradas para o usuário em questão. E fora isso, há também as visitações de perfil, visitações nas fotos antigas, visualizações no mural e cliques em botões.

Já nos stories, que tem um algoritmo à parte, as coisas funcionam um pouco diferente. Repare que o usuário precisa clicar para ter acesso à postagem, o que por si só é uma ação. Por isso, aqui a métrica mais valiosa é o número de visualizações.

Outros critérios são o tempo de visualização, a taxa de rejeição (que é quando o usuário arrasta para outro perfil sem ver todos os posts) e a taxa de repetições. Além, é claro, dos recursos interativos, como respostas, reações sociais e interações com figurinhas (enquetes, perguntas e testes, por exemplo). E os stories também incluem uma lista de melhores amigos, que é um indicativo de que o conteúdo deve ser priorizado.

3- Novidade

As postagens mais recentes vão, provavelmente, ter prioridade para aparecer no seu feed. Mesmo que o post mais antigo tenha recebido muito engajamento, o Instagram vai mostrar os posts mais recentes em vez de posts de alguns dias ou semanas atrás.

Por isso, se na primeira hora de exposição do conteúdo ele não tiver bom engajamento no Instagram daquele perfil, ele perde posições mesmo sendo recente. É por isso que a cronologia do feed e dos Stories não é linear.

4- Relacionamento

Você sempre vai ver primeiro os posts de quem você mais interage. Melhores amigos, família, colegas de trabalho.

Postagens também podem aparecer no topo do feed quando você pesquisa regularmente algum perfil, como o de um influenciador, por exemplo. 

Isso acontece, porque o algoritmo entende que você pode estar interessado nessas postagens e não tê-las visto no seu feed. Então, para que você não precise procurar, o Instagram já escala essa postagem para o topo.

Já quando o assunto é Stories, se o usuário vê mais o conteúdo de alguns perfis, mais eles aparecerão como primeiros.  Se os Stories de um perfil que estão aparecendo como primeiros para seguidores é ignorado ou imediatamente fechado, ele vai indo para o final da fila e, portanto, tendo menos espectadores.

Em resumo, quanto mais você interage com um perfil e com o conteúdo dele, mais o algoritmo do Instagram classifica ele e o que for similar a ele como relevante para você.

5 – Frequência

A frequência de publicações também é muito importante. No entanto, como o conteúdo que chega até o usuário é limitado, tome bastante cuidado. Pois postar muito pode não ter o resultado que você espera. Nesse caso, seus posts correm risco de concorrer entre si. Por outro lado, se você ficar muito tempo sem publicar nada, seu perfil cairá no esquecimento.

É por isso que é tão importante ficar de olho nos dados coletados pelo Instagram e outras ferramentas analíticas para determinar os melhores horários, dias e recorrência de postagens.

Como vencer o algoritmo e ter bons resultados no Instagram? 

Depois de ver e entender como o algoritmo do Instagram funciona, você deve ter percebido que ele  não é nenhum bicho de sete cabeças. E saiba que existem estratégias para torná-lo um dos nossos mais poderosos aliados na busca pelos resultados na rede social.

Separamos algumas dicas para você vencer o algoritmo do Instagram e ter ótimos resultados, confira:

  • Use sempre os novos recursos disponíveis no Instagram 
  • Incentive os seus seguidores a comentarem nas suas publicações 
  • Faça suas publicações quando os seus seguidores estiverem online 
  • Produza boas imagens e vídeos
  • Faça stories com frequência 
  • Responda os comentários nas publicações rapidamente 
  • Compartilhe o conteúdo gerado pelos seus seguidores 
  • Responda as mensagens diretas 
  • Faça Lives 
  • Tenha uma boa biografia 
  • Use as hashtags relevantes para o seu público

Conclusão

Se você chegou até aqui, você conseguiu entender bastante sobre algoritmos. E essas informações, podem ajudar e muito no desenvolvimento de estratégias para o crescimento da sua comunidade no Instagram

Gostou do conteúdo? Não deixe de seguir a gente nas redes sociais para não perder nenhuma novidade!

Separamos esses posts para você

como-funciona-o-telegram

Como funciona o Telegram

Hoje em dia, com a popularização dos smartphones, é praticamente impossível encontrar alguém que não tenha algum aplicativo de mensagens instalado. O

Crie sua comunidade e comece a monetizar seu conteúdo!